makeall

cd /usr/src/universe && make all

PGCon 2008 - Minhas impressões do evento

[caption id=”attachment_71” align=”alignleft” width=”83” caption=”PGCon Brasil 2008 “]PGCon 2008 - Minhas impressões do evento[/caption] Cerca de 8 meses de trabalho em equipe, dedicação, persistência, algumas noites mal dormidas e quando vejo o resultado final sinto-me orgulhoso de poder ter participado da organização deste grande evento, principalmente por estar ao lado de celebridades da Comunidade Brasileira de PostgreSQL. Fazia um pouco de frio pela manhã de domingo dia 28, mas já durante o café da manhã comecei a fazer um levantamento mental sobre o evento, os pontos positivos e também os negativos e decidi que iria montar um rascunho mental antes de escrever este post… E tenha certeza absoluta que a minha volta para casa, 14 horas de estrada dentro de um ônibus me deram tempo suficiente para refletir bastante… As palestras… Poderíamos ter sido mais cuidadosos com os horários  das mesmas, teríamos gerado menos confusão. Foi uma falha nossa, e podemos melhorar para o próximo. Poderíamos ter estabelecidos mais critérios de escolhas, para que a escolha dos temas ficasse mais transparente. Como banca tentamos seguir o que a pesquisa de interesse nos indicou, e também tentamos fazer escolhas imparciais. Sugeri no evento e registro aqui a definição de um ou dois templates para serem utilizados pelos palestrantes em suas apresentações, acredito que poderia ficar esteticamente mais padronizado, e proporcionaria ao palestrante se preocupar com o conteúdo de sua palestra, e não com o layout em si. No entanto, existe o lado bom nisso tudo, e em minha opinião todos os temas foram bem escolhidos, e com a característica comum de terem um teor de complexidade bastante elevado, o que foi bom para aumentar também o nível do evento e atrair um público de um intelecto elevado.  “:) Os palestrantes… Juntamente com as palestras de alto nível em seu conteúdo, vieram os palestrantes, principais protagonistas do evento, que, com seus conhecimentos aprofundados, presentearam o público com riqueza de informações em seus temas abordados. De todas as palestras que assisti, as que mais gostei foram a do Dutra, a do Bueno e a do Euler, pois mostraram para mim desde um profissionalismo exemplar e altamente especializado (nos dois primeiros casos), como uma aplicabilidade científica muito interessante (no último caso). O local… Gostei do local do evento, embora um pouco longe de determinados hotéis, acredito que o pessoal pôde se acomodar da melhor forma possível. Confesso que não fiquei muito tempo sentado e não sei dizer se o auditório foi confortável o suficiente para o povo, mas opiniões são bem vindas. O intervalo… Eu simplesmente não vi como que foi, não participei de nenhum coffee-break “:( A secretaria do evento… O pessoal da secretaria trabalharam muito bem em minha opinião, pois para o volume de pessoas que havia no evento em nenhum instante eu vi tumulto ou filas grandes, acho que nesse ponto tudo parece ter ocorrido bem… Os Lightning Talks… Confesso que quem participou do ”Papo-leve” foi corajoso. Enfrentar um público daquele, estando preparado de última hora, e ainda por cima falar tudo o que tinha para falar em 3 minutos? Foi muito bacana ver a galera aplaudindo ao mesmo tempo que se divertindo. Gostaria de deixar aqui os PARABÉNS aos nossos ilustres participantes do Papo-leve em ordem de aparição:
  • Alexandre Arruda
  • Luis Bueno
  • Edmar Martineli
  • Miguel de Ciurcio Filho
  • Diogo Biazus
  • João Cosme
  • Nabucodonosor Coutinho
  • André Volpato
  • Fernando Ike
  • Isis Borges
Podem ter certeza que vocês fizeram a diferença desse evento. Agradeço ao fike por ter ajudado a concatenar os PDFs do Papo-leve! hehehe Hacker Talks… Eu fui meio de penetra nos dois, mas achei bem interessante as idéias levantadas e os assuntos abordados. Acho que em breve já teremos um resultado positivo no que diz respeito à tradução da documentação, aguardem. Gostaria de ver mais pessoas envolvidas pois a comunidade precisa de mais pessoas envolvidas. O público… Simplesmente perfeito, perguntas de alto teor técnico, atenção às palestras, participação nos Lightning talks, enfim, a peça chave do evento e o motivo pelo qual a organização deu seu sangue para que tudo saísse bem. Os patrocinadores… Foi bacana ver o pessoal brincando com o Wii no stand da UOL, comprando as camisetas no stand da LOG, movimento no stand da Dextra, OpenGEO, enfim, sem nossos patrocinadores este evento não teria o mesmo resultado. O happy-hour… Muito bacana, lugar aconchegante, comida, bebida, bons amigos e tinha até um trenzinho lá que o Telles quase levou para casa. hehehe No demais, foi um prazer conhecer aquele povo, que até antes do evento eram apenas nomes em assinaturas de email na lista, mas que la pudemos conversar face à face. Muitas lembranças deste PGCon levarei comigo… o Jota errando o caminho em direção à São Paulo ao invés de Campinas, a piscina do Hotel que eu não usei, o Fetter surpreso com um elefante sem orelhas, o Fike arrumando a impressora, o Telles fascinado com o trenzinho do Aulus, o Euler indicando para o Fetter os melhores sucos brasileiros, o Dutra fazendo a cobertura fotográfica do evento, o Coutinho contando suas histórias e muitos outros momentos que ficarão na memória…